CURITIBA, 20 DE NOVEMBRO DE 2017

Joinville confirma favoritismo e é campeão da Taça Brasil de Clubes

      A equipe catarinense venceu o Atlântico, de Erechim (RS), na final da competição, no Giná...

CBFS DÁ UM PASSO IMPORTANTE RUMO A COPA DO MUNDO 2020

O ciclo de preparação para a Copa do Mundo de Futsal 2020 terá um novo capítulo na próxima segunda-f...

Jaclani Futuro participa do projeto "Sangue Bom"

    Neste último dia 27 de julho, uma atitude de solidariedade chamou atenção dos meios esportiv...

Time são-joseense prega pensamento jogo a jogo e ala Jhonatan avisa: “Temos muito a crescer”

  Um pouco mais tranqüilo na classificação da Série Prata do Campeonato Paranaense depois da vitó...

Time feminino do Maringá Seleto perde do Guairaçá

      A equipe feminina da Prefeitura de Maringá/Unifamma/Seleto/Santa Casa Saúde recebeu o Gua...

Maringá Seleto enfrenta o Bituruna, sábado, no Clube Olímpico

      O time da Prefeitura de Maringá/Unifamma/Seleto/Santa Casa Saúde estreia no sábado, às 20...

2° ENCONTRO DA FAMÍLIA SALONISTA: “OS BONS TEMPOS DO FUTSAL"

Acompanhe o discurso feito por Volnei Lopes da Silva sobre o segundo encontro da Família Salonis...

Empate em clássico vale a liderança isolada para Cascavel

Num clássico muito disputado o Muffatão/Dom Fiorelo/Sicredi/Cvel foi a Marechal Cândido Ro...

Em busca de vitória, Copagril Futsal disputa seu último jogo na primeira fase da Liga Nacional

    Apesar de a Copagril estar na 7ª posição da competição com 22 pontos em 15 jogos disputados,...

  • Joinville confirma favoritismo e é campeão da Taça Brasil de Clubes

  • CBFS DÁ UM PASSO IMPORTANTE RUMO A COPA DO MUNDO 2020

  • Jaclani Futuro participa do projeto "Sangue Bom"

  • Comissão da Seleção Brasileira de Futebol de Salão:

  • Time são-joseense prega pensamento jogo a jogo e ala Jhonatan avisa: “Temos muito a crescer”

  • Time feminino do Maringá Seleto perde do Guairaçá

  • Maringá Seleto enfrenta o Bituruna, sábado, no Clube Olímpico

  • 2° ENCONTRO DA FAMÍLIA SALONISTA: “OS BONS TEMPOS DO FUTSAL"

  • Empate em clássico vale a liderança isolada para Cascavel

  • Em busca de vitória, Copagril Futsal disputa seu último jogo na primeira fase da Liga Nacional

| Imprimir |
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Seg, 13 de Novembro de 2017 12:35

 

 

 

Eletrizante, emocionante, dramático... Vários são os termos que descrevem o jogo realizado na noite deste sábado (11) no Ginásio Ney Braga entre Copagril Futsal e Pato Branco pela semifinal do Campeonato Paranaense Série Ouro. Apesar de toda a luta por parte da equipe rondonense, que precisava vencer para levar a partida para os pênaltis, e apesar da presença em peso do torcedor, que fez sua parte e incentivou a equipe até o apito final, o jogo terminou com o placar de 1 a 1, e devido à derrota na partida de ida, a Copagril Futsal se despede da Série Ouro e foca agora na busca pelo título dos Jogos Abertos do Paraná, competição em que a o time rondonense inicia as disputas no dia 22 deste mês.

O jogo

Sabendo da importância de marcar pelo menos um gol, a Copagril Futsal partiu pra cima do Pato Branco e desde o início da partida criou várias chances perigosas de gol. Enquanto a Copagril atacava o Pato apostava no contra-ataque e também chutou na meta rondonense algumas vezes, mas apesar da grande movimentação na primeira etapa, os atletas que mais brilharam foram os goleiros, que fizeram grandes defesas e garantiram o fim do primeiro tempo em 0 a 0.

No segundo tempo o clima do jogo continuou quente e ambas as equipes continuaram atacando com a mesma intensidade. Foram várias chances para as duas equipes e enquanto o cronômetro corria, a Copagril jogava contra o tempo para buscar pelo menos um gol. Quando faltavam 10 minutos para o fim do jogo, o técnico da Copagril, Paulinho Sananduva resolveu tirar o goleiro Daniel, que foi um dos melhores da Coparil em quadra para que Elton jogasse adiantado. A tensão do jogo foi subindo cada vez mais até quando faltavam pouco mais de 7 minutos para o fim da partida, onde a mudança feita pelo técnico surtiu efeito:  Elton tocou para Vitor na esquerda que cruzou para Marquinhos empurrar para dentro do gol fazer explodir de alegria o torcedor rondonense,1 a 0  para a Copagril. Pena que em pouco a alegria deu espaço novamente para o drama: quando faltavam 5 minutos para o fim do jogo, após cobrança de falta, Jamur mandou no canto esquerdo de Daniel e novamente deixou tudo empatado. Com pouco tempo para reagir a Copagril novamente pressionou, dessa vez com goleiro-linha, mas apesar de criar algumas chances, não conseguiu mudar o placar do jogo. Quando o cronômetro zerou, o árbitro deu o apito final, e aos aplausos calorosos de seu torcedor, reconhecendo o grande jogo que foi, a Copagril se despediu do sonho de conquistar o título da Série Ouro em 2017.

 

Não faltou garra

Após o jogo, Marquinhos, autor do gol da Copagril comentou que todos os atletas deram seu melhor para buscar a vaga na final. “A gente jogou com garra e determinação, fizemos de tudo para conquistar a vitória. Todos saíram muito desgastados só que não foi dessa vez. Apesar de darmos nosso melhor, não conseguimos o que esperávamos que era chegar na final”, destacou o pivô da Copagril Futsal.

O técnico da Copagril, Paulinho Sananduva destacou que apesar de não ter vencido, equipe rondonense fez um dos seus melhore jogos do ano. “Hoje a gente não merecia a eliminação. Fizemos um jogaço, infelizmente a bola não entrou e tomamos um gol de bola parada que é o forte da equipe deles”, comentou o técnico da Copagril. Paulinho também agradeceu a toda a torcida pelo incentivo à equipe. “Fica meu agradecimento ao torcedor, que lotou o Ney Braga e nos apoiou. A gente fica chateado pelos torcedores principalmente, porque eles são um algo a mais que a gente tem em termos de competição e sempre nos apoiaram. Meu muito obrigado a todos”, destacou Paulinho Sananduva.

Ano de aprendizado

Segundo Sananduva, a campanha da Copagril em 2017 serviu de aprendizado para melhorias futuras. “Foi um ano bastante irregular. Sofremos com lesões, saídas e ficamos o ano todo tendo altos e baixos nos jogos. Este foi um ano de aprendizado, temos que ver o que deu certo, ver onde precisamos melhorar, para que a gente possa no futuro não cometer os mesmos erros e buscar crescer cada vez mais”, finalizou Paulinho Sananduva.

 
FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL DE SALÃO

Rua Marechal Deodoro, 869 - 15º Andar - Cj.1505/1506 CEP 80.060-010 - Curitiba - Parana - Brasil
Fone-Fax 41-3233-4571 - Fax 41-3233-6257
Desenvolvimento: ADM-Sistemas para Web